sábado, 13 de agosto de 2011

Relato de parto


Foi em uma terça feira dia 19/07/2011 que estava marcada a cesarea, pq cesarea? pq sempre estou sozinha em casa e como moro em outra cidade, tinha medo de ter as dores e estar sozinha, de nao dar tempo de alguem chegar, sempre me via ligando para o porteiro e dizendo: corre, vem me salvarrrrr rs. A verdade é sempre tive receio do inesperado, gosto de programar as coisas, saber como vai acontecer, saber meus passos, paranóia mesmo. Bom, voltando ao assunto, foi marcada a cesárea para esta data pq a bb ja estaria com 39 semanas, minha irmã veio dormir aqui em casa para irmos juntos a matenidade, na manha deste dia, minha mãe tambem veio para nos acompanhar, seguimos para maternidade e confesso que estranhamente estava tranquila, com medo, ansiosa mais nada exagerado como imaginei que fosse ficar, estava sol e aquela barrigona enorme estava maior que nunca.
Chegamos na maternidade Santa Joana e demos entrada na internação, ainda não tinha caido a ficha de que em poucos minutos estariamos com nossa bbzinha tão querida e esperada, após a espera do atendimento, aliás, não gostei desta maternidade não, achei mal organizada, sabe? mais já que estava lá, ficamos. Fomos levados para o quarto onde ficariamos os próximos tres dias, lugar pequeno, bem pequeno rs, mais isso pouco importava no momento, a adrenalina estava chegando e cada minuto que passava parecia uma eternidade, glichê, mais era assim que sentia o tempo passar.
E ai que uma enfermeira entrou no quarto e me deu aquela roupinha linda rs verde ou era azul? sei lá, nem me liguei nisso, e foi ouvir o coraçãozinho da bb, depois disso ficamos um tempo neste quarto no aguardo né, afinal, tinhamos chegado 3 hrs antes e tinhamos que esperar para a hora que estava agendada, que era as 15 hrs, até fazendo este relato vai dando um frio na barriga porque acabo revivendo tudo afffff, bom, foram me buscar em uma cadeira de roda, e ai ja viu né, todo mundo começou a chorar, eu estava com tanto medo nesta hora de dar errado, de eu nao voltar, a unica coisa que me passava na cabeça era: QUEM VAI CUIDAR DA MINHA BB CASO DE ERRADO???? afff que panico menina, mais nao contei isso pra ninguem né, ja estavam todos tão apreensivos, fui levada para uma sala onde havia outras tres gravidas tambem aguardando, ai deu pra relaxar um pouco porque ficamos jogando conversa fora até a temida hora rs. Uma a uma eramos chamadas para conferir etiquetas, ver pulserinhas que seria usada nos bebes e tals, até que me chamaram, eu inocente achei que era mais alguma formalidade, que logo voltaria pra conversar com as gravidinhas na salinha, que nada, estava indo para a grande hora sem saber, derrepente, me colocaram em uma salinha e a enfermeira me disse: agora voce vai receber instruções da raqui mais nao é este medico que vai aplica-la, eis que me entra o médico, ele mal conseguia andar, oi? o que estou fazendo aqui????? e ele começou a falar como seria aplicada a anestesia, o que eu iria sentir, as reações, mais ele era tão velhinho mais tão muito mesmo que ele esquecia o que estava falando no meio da frase e eu tinha que ficar lembrando rsrs, o problema era que nesta fase meu coração de psicologa super tranquila, centrada e madura tinha ido pro saco, eu estava uma pilha, lembrei do tempo que era levada a força pro dentista, putz, era o mesmo medo ou maior. Após este momento, sou legal com os velhinhos, não estou sendo cruel não, é que imagina: vc esta com medo, quase enfartando, querendo sair correndo e um individuo não falando coisa com coisa e esquecendo essas coisas que deveria falar, confuso?? imagina, eu nem tava mais ouvindo nada. Enfim, uma enfermenira foi me buscar e eu claro, achei que voltaria para a salinha das fofocas, que nada, fui pra sala de parto q? como assim tão rapido ?? rsrs, cheguei lá e fui logo perguntando cade meu marido?? quiz ganhar tempo né rs, não funcionou, minha médica ja estava preparada, quase com o bisturi na mão. Me colocaram o soro, e meu coração quase saindo pelo buraquinho da veia né, falando nisso, doeu pra caramba esse furinho na mão, mandaram sentar pra aplicar a raqui, puta que pariu, caraleo, que medo da porra, desculpe-me os palavrões mais era isso mesmo que eu queria ter dito, tentei me concentrar como seria minha bb, como seria legal estar com ela e fui tentando me enganar, claro não funcionou rs.
A raqui não doeu, serio nao doeu muito, foi mais o medo, e a enfermeira disse deita logo porque daqui a pouco voce nao vai mais consegui, eu inocente de novo pensei: magina, essa dona esta louca, logo eu super forte pra nestesias, rá, em poucos segundos ela tava levantando minhas pernas e eu nem sentia mais nada, nem percebi que era minha perna a levantada rs, aimeodeos, era a hora, que hora? a medica ja estava me cortando a tempos e eu nem percebi, marido nessa hora ja estava na sala, todo de verde, firme e forte contrariando todos que diziam que ele nao iria aguentar ver a cirurgia, até a médica disse isso, o unico problema é que ele esqueceu a camera, oi? é quer dizer, ele achou que não poderia levar, mas isso era o que que menos importava, estavamas tão anciosos, e eu sentindo alguem mexendo bem dentro de mim, que gastura, você sente tudo, é algo avasalador, inexplicavel, impensável, sei lá, é algo que só se sente sabe?, uma emoção misturada com medo, adrenalina, ansiedade, foi aí, neste momento que minha ficha caiu, só aí neste segundo, quando a médica disse: VAI NASCER, gente que E.M.O.S.S.A.U.M que sensação mara, que momento unico, como é bom ser mulher viu e sentir tudo isso, de repente nasce, nasceu uma menininha linda, nem chorou, só se via os olhinhos dela procurando algo, olhava pra tudo, levaram ela pra nos conhecer e ela quietinha, só olhando, só chorou quando saiu da sala, mas quando voltou parou de chorar de novo, uma fofa, uns olhinhos lindos, eu claro, chorando pra me acabar, marido? chorou não, ficou bobo rs. Nossa alegria tinha nascido naquela hora, cumplicidade, amor, uma familia de verdade, marido correu pra sala de espera para ver no telão, o famoso telão né, e eu fiquei lá deitada sendo costurada, han?? cade todo mundo, quero sair tambem rs, bb? foi ficar no berço aquecido. Terminou e me levaram para o quarto, cesarea não é o bicho que todos dizem não, claro os 3 primeiros dias são ruins, mas depois, tranquilo, não senti toda aquela dor que sempre me diziam, cesarea hoje em dia, não tem mais ponto, então é bem menos dolorida, nossa foi bem melhor do que imaginava.
Hoje, minha bb já vai fazer 1 mês e estamos estremamente felizes, hoje somos uma familia de verdade, nos amamos infinitamente mais, e amamos mais que tudo essa bbzinha linda que veio nos alegrar e trazer a paz pra nossa casa.





desculpem os erros gente, mas hoje já não tenho mais tempo pra nada, nem revisei o texto




bjos da mamãe super feliz


papai e mamãe e barrigão


esperando maternidade

 no desespero já rsrs
filhinha linda





afff, tinha acabado de sair da sala de cirurgia

3 comentários:

  1. ow amiga, adorei seu relato!! rsrs vc se expressou d um jeito q deu perfeitamente para entender tudo q vc sentiu! parabens! bjs

    ResponderExcluir
  2. kkkk qria escrever mais, poremmmm tem uma mocinha aqui q nao deixa nao kkkk

    ResponderExcluir
  3. adorei o relato flor..
    e se eu estivesse no seu caso também optaria pela cesarea..

    Estou te seguindo, visite o meu blog também!
    Beijos
    Sandra
    http://flordemeninaacessoriosbaby.blogspot.com/

    ResponderExcluir

escreve aí vai